Jogo de Areia

A palavra persona é derivada do verbo “personare“, ou “soar através de”. No teatro grego era o nome da máscara que os atores usavam para lhes dar a aparência que o papel exigia, assim como amplificar sua voz para que fosse ouvida pelos espectadores.

Na Psicologia Analítica, a “persona” indica um aspecto da personalidade, representante da psique coletiva, que se encontra dentro da própria personalidade. É uma estrutura da psique que gira em torno do “eu”, e cuja relação com o próprio “eu” muda continuamente ao longo da vida.

É a imagem que o individuo mostra externamente, seu papel ou status social nas relações com o mundo e o aspecto que ele assume nas relações com a cultura e com a sociedade. Refere-se também à adaptação do individuo ao coletivo, à atitude que o individuo mostra como resposta aos outros e às situações, para adaptar-se ao ambiente e nele agir. Diz respeito ao conjunto de atitudes convencionais do individuo enquanto pertencente a uma tradição, que se evidencia nos seus prejulgamentos em relação aos outros.

A persona é o invólucro das modalidades expressivas, dos pensamentos e sentimentos do individuo na relação que mantém com os estereótipos da psique coletiva, consciente e inconsciente. É a mediação entre a individualidade e a exigência da cultura, motivo pelo qual a pessoa necessita de máscaras para representar seus diversos papeis sociais.

Cenário que ilustra aspectos da “persona

Cenário que ilustra aspectos da

Percebe-se uma bela montagem, organizada e com aspectos sonhadores. O cenário apresenta a preocupação da paciente com a própria imagem e com um relacionamento idealizado.

WordPress SEO fine-tune by Meta SEO Pack from Poradnik Webmastera